×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 91
segunda, 31 outubro 2011 19:31

Dia Mundial da Poupança assinalado com jogo interativo na Biblioteca Municipal

A Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital assinalou, no dia 31 de outubro, o Dia Mundial da Poupança, efeméride que adquire um significado especial no atual contexto económico que o país atravessa.


A iniciativa contou com a participação de uma turma do 4.º ano de escolaridade da EB1 de Oliveira do Hospital e pretendeu promover uma reflexão sobre o valor do dinheiro, contrariando a ideia de que “o dinheiro sai da máquina”, hoje muito comum entre jovens e cidadãos menos esclarecidos. A sensibilização das crianças para as questões da poupança, do mutualismo e da entreajuda, bem como a explicação do que é o dinheiro, para que serve e de onde vem foram algumas das componentes da atividade destinada aos mais novos.
Reconhecendo a importância crescente de assinalar o Dia Mundial da Poupança, a educadora de infância Ana Isabel Martins, responsável pela organização da atividade, considera que “as dificuldades que o mundo e o país atravessam têm muito a ver com a dificuldade, sentida por muitos, de chegar ao fim do mês e pôr de lado uma pequena poupança”.
A atividade proporcionou aos mais novos um jogo interativo, com grau de complexidade equivalente ao 4.º ano de escolaridade, no qual as crianças tiveram a experiência de gerir um orçamento. Para tal, foi criado o “Banco Infantil de Oliveira do Hospital”, que atribuiu uma conta bancária e um determinado orçamento a cada um dos participantes. As crianças foram, depois, convidadas a ir às compras num centro comercial com vários tipos de bens de consumo. Feitas as compras, os participantes fizeram contas ao dinheiro gasto, dirigindo-se depois ao banco para fazer empréstimos ou, seguindo os princípios da poupança, para depositar o dinheiro amealhado.
Para além desta atividade, os participantes foram ainda desafiados a construírem o seu próprio “porquinho-mealheiro” a partir de material reciclado.
Salientando que a iniciativa pretendeu, de forma lúdica e pedagógica, contribuir para o desenvolvimento de determinadas aprendizagens, em complemento aos conhecimentos adquiridos na escola, Ana Isabel Martins é da opinião que as questões relacionadas com a gestão de um pequeno orçamento devem ser incutidas ainda na infância, uma vez que “a publicidade é extremamente agressiva para as crianças” e que “nos dias que correm, a dificuldade já ultrapassa as barreiras do poupar; consiste em conseguir gastar apenas o que temos”.
“Estamos a criar uma geração com demasiado facilitismo”, considerou ainda a educadora de infância, fazendo notar que as crianças têm pouca noção do que é o dinheiro, em parte porque “muitas vezes, o dinheiro é substituído pelo cartão, que é uma coisa muito abstrata. A ideia é precisamente incutir a ideia de gastar com algum controlo, apenas naquilo de que temos necessidade”, concluiu Ana Isabel Martins.
Ainda a 31 de outubro, teve início na Biblioteca Municipal a Semana “Esbruxosa” que, até 4 de novembro, propõe o vivenciar do espírito do Halloween através de histórias de bruxas, jogos de dramatização, construção de alguns materiais “esbruxosos” e uma exposição dedicada a estas personagens que povoam lendas tradicionais e o imaginário coletivo.

        

ptnlenfres

CONTACTOS

 

Username *
Password *
Remember Me