terça, 04 outubro 2011 14:30

Um chá com...Vasco de Campos - Homenagem ao autor

“Um chá com... Vasco de Campos”, evento organizado pelo Rotary Club de Oliveira do Hospital em parceria com a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e Biblioteca Municipal, serviu de pretexto para reunir dezenas de pessoas no auditório da Biblioteca Municipal, na tarde de 24 de setembro, numa homenagem ao escritor, médico e benemérito Vasco de Campos.


Com dinamização a cargo de José Vieira, do Rotary Club de Oliveira do Hospital, a evocação ao autor – muito participada, com declamação de poemas e textos variados – recordou um “médico humanista, um escritor emérito e um cidadão exemplar”.
Na sessão onde, entre outros, marcaram presença a vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, a presidente do Rotary Club de Oliveira do Hospital, o Rancho Folclórico de Camponesas do Alva e alguns familiares de Vasco de Campos, o reconhecimento do mérito, dos valores éticos, do profissionalismo e da consciência social do foi autor ganhando forma nas suas histórias de vida e escritos, distribuídos e lidos pelos presentes.
Vasco de Campos, um nome incontornável do panorama cultural e literário concelhio, nasceu na Ponte das Três Entradas, a 2 de julho de 1904, tendo, contudo, feito toda a sua vida e obras mais relevantes em Avô. Médico brilhante, Vasco de Campos foi convidado para a cátedra universitária, lugar e distinção que recusou. Faleceu em 17 de julho de 1991 e encontra-se sepultado em Avô com o epitáfio Aqui jaz um amigo de Avô e das suas gentes, cumprindo, aliás, a sua vontade.

 


Para António Rodrigues Gonçalves que, enquanto amigo próximo de Vasco de Campos, começou por expor resumidamente a sua história de vida, a iniciativa veio contribuir para “honrar a memória do autor e melhorar o nosso conhecimento pessoal”.
Segundo o mesmo, Vasco de Campos “veio a revelar-se um homem público, ao envolver-se socialmente no meio, e um homem de elevada cultura e valores éticos, que transformou em prosa e poesia. Ao chegar a Avô, Vasco de Campos interessa-se particularmente pelas instituições capazes de suavizar as condições do meio envolvente”, frisou ainda Rodrigues Gonçalves, referindo-se à Sociedade de Defesa e Propaganda de Avô e ao Rancho Folclórico de Camponesas do Alva, instituições fundadas e impulsionadas por Vasco de Campos, que assumiu ainda a presidência, durante décadas, da Filarmónica de Avô.


Entre intervenções dos presentes, recitação de textos que vieram revelar facetas menos conhecidas do escritor e atuações por parte do Rancho Folclórico de Camponesas do Alva, houve também lugar às palavras de Vasco Lencastre, filho de Vasco de Campos, que reconheceu no pai “um homem ao serviço da humanidade, que dedicou toda a sua vida à região, às pessoas e instituições”.
Satisfeita com o envolvimento do município naquela que foi a terceira iniciativa literária do Rotary Club de Oliveira do Hospital, a vereadora da Cultura, Graça Silva saudou a iniciativa e a moldura humana que a envolveu, onde foi retratada parte da vida e obra de “um homem inteligente e benemérito que muito fez pelo concelho”. Não esquecendo nomes como Cid Teles, de quem este ano se celebra o centenário do nascimento; e Tarquínio Hall, entre outros, Graça Silva referiu ainda que “a riqueza cultural e humana do concelho reside no conjunto de grandes homens” que, tal como Vasco de Campos, “dedicaram a sua vida à região e deixaram um legado ímpar”.
Dado continuidade ao ciclo de iniciativas literárias, o Rotary Club de Oliveira do Hospital tem já agendado Um Chá com...Florbela Espanca para o próximo 8 de dezembro, evento a realizar também na Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital.

        

ptnlenfres

CONTACTOS

 

Username *
Password *
Remember Me