terça, 04 outubro 2011 14:24

Oliveira do Hospital ganhou com a segunda edição da ExpOH

Cerca de 34 mil pessoas passaram pelo recinto da ExpOH entre 16 e 24 de julho, segundo os dados avançados à imprensa, na passada terça-feira, pelo coordenador executivo da Feira Regional de Oliveira do Hospital, Francisco Rodrigues.



“A ExpOH cumpriu e superou os objetivos a que a organização se propôs”, afirmou José Francisco Rolo, vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que, depois depois de recolher dados relativos às bilheteiras e auscultar todos os expositores presentes na segunda edição da ExpOH, conclui que a feira “teve visivelmente mais visitantes, mais expositores, mais diversidade de atividades e, por isso mesmo, proporcionou mais visibilidade ao concelho de Oliveira do Hospital”.

Ainda que num registo assumido de rigor orçamental e de controlo de custos, José Francisco Rolo considera que a feira proporcionou, a quem a visitou, “boa animação cultural, oportunidades de negócio, espetáculos, convívio, momentos de debate e solidariedade social ativa”, tendo-se também pautado por um crescimento na afluência de visitantes provenientes de outros concelhos.

Reconhecendo no artista Emanuel uma aposta ganha em termos do cartaz de espetáculos – registe-se que o dia em que o cantor subiu ao palco teve a maior afluência de público da ainda curta história do certame – Graça Silva, vereadora com os pelouros da Cultura, Juventude e Educação, salienta as mudanças da distribuição espacial da feira que se registaram na edição de 2011 e que tiveram expressão máxima na inclusão de um segundo palco (Palco 2), junto à zona da restauração e tasquinhas, por onde passaram diversos grupos de folclore local. A mesma vereadora pronunciou-se ainda sobre a diversidade de atividades sociais e sobre o programa “CultJovem”, que incluiu o concurso “Soltem Talentos” e o I Convívio de Kart Urbano OHP, considerando existir “espaço para, no futuro, apostar numa maior diversidade de atividades a decorrer durante a próxima feira”.

Questionado sobre os números de adesão de público verificados em dias como o do espetáculo do cantor internacional Lloyd Cole, o vice-presidente da autarquia explicou que se registou uma “lógica de compensação” e que as noites menos concorridas foram colmatadas, por exemplo, com os mais de 7 mil visitantes registados no dia em que Emanuel atuou ou com a forte afluência de público durante a noite da Gala Social e final do concurso “Soltem Talentos”. Ainda assim, José Francisco Rolo afirma serem justificáveis “afinações no cartaz de espetáculos para o próximo ano, repensando mesmo o próprio calendário, aproximando o certame do mês de agosto”. “Acreditamos que a ExpOH tem um grande potencial de crescimento, quer em termos do número de expositores, quer ao nível de visitantes”, conclui o vice-presidente da Câmara e também vereador com o pelouro da Ação Social e Solidariedade.

Considerando a mais-valia do artista internacional Lloyd Cole em termos de promoção do certame – ao incluir no cartaz de espetáculos o prestigiado artista, a ExpOH foi notícia em vários meios de comunicação social especializados e generalistas, o que proporcionou uma projeção nacional à ExpOH – José Francisco Rolo declara que a melhoria do cartaz em 2012, incorporando novos nomes internacionais, “dependerá sempre da capacidade financeira da autarquia”. “Queremos fazer uma ExpOH de grande dimensão, mas sempre com rigor orçamental e controlo de custos” asseverou ainda o vice-presidente da Câmara.

No que respeita ao equilíbrio financeiro daquele que é o certame com maior visibilidade no concelho, a comissão organizadora da ExPOH considera-o cumprido, avançando que a meta estabelecida pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital de não ter investimento direto na feira superior a 50 mil euros foi cumprida.

Em relação ao futuro, concretamente no que respeita à terceira edição da feira, a realizar em 2012, Francisco Rodrigues conta com um maior número de expositores, o que implicará o “repensar o layout e os espaços da feira, tornando-a mais atrativa para os expositores e para o público que a visita”.
José Francisco Rolo acredita também que, em 2012, a ExpOH vai “crescer e reforçar a visibilidade que já tem na região centro” e identifica alguns elementos fundamentais para o alcance desse objetivo, como o reforço da participação das instituições culturais do concelho no programa de animação e o reforço da participação do setor empresarial concelhio e da região, bem como a melhoria do “desenho global” da feira

Ainda segundo as declarações do vice-presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, a partir de setembro, o município estará disponível para receber sugestões relativas à organização da terceira edição da ExpOH, com a finalidade não só de analisar o feedback que o certame despertou nos expositores e visitantes, mas também de recolher opiniões para aquela que já é uma marca forte de referência na região Centro: a ExpOH, Feira Regional de Oliveira do Hospital.

        

ptnlenfres

CONTACTOS

 

Username *
Password *
Remember Me