quarta, 09 novembro 2022 15:14

Município de Oliveira do Hospital promoveu simulacro “A Terra Treme” na Eptoliva

 

O Município de Oliveira do Hospital promoveu hoje, 9 de novembro, junto dos alunos da Eptoliva, o exercício público de cidadania no âmbito do risco sísmico “A Terra Treme”. A autarquia, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, participou uma vez mais nesta iniciativa desenvolvida pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e que incentivou à execução deste exercício preventivo, em todo o território nacional, exatamente às 11H09.

Este exercício tem como objetivo preparar melhor os cidadãos para a eventual ocorrência de um sismo, chamando à atenção para os riscos envolvidos e para a importância de comportamentos simples que os cidadãos devem adotar em caso de sismo mas que podem salvar vidas.

No município de Oliveira do Hospital, a iniciativa envolveu mais de uma centena de participantes, entre alunos, professores e auxiliares, técnicos do Serviço Municipal de Proteção Civil da autarquia e Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital e de Lagares da Beira.

Após uma breve apresentação preparada por um grupo de alunos aos seus colegas, o Coordenador Municipal de Proteção Civil, José Carlos Marques, Bombeiros e Presidente da Direção da Eptoliva, Daniel Costa, dirigiram alguns esclarecimentos sobre a temática e sobretudo sobre os comportamentos preventivos a adotar, como a elaboração de um Kit de emergência que deve ser mantido, em casa, num local acessível.

Seguiu-se o exercício de simulação que culminou com a evacuação dos alunos e professores da sala de aula para o ponto de encontro em zona de segurança, conforme o plano de emergência em vigor na escola.    

Há vários anos que a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, promove esta iniciativa junto de diferentes públicos, com particular enfoque no público escolar, dos diferentes graus de ensino. O objetivo principal é preparar crianças e jovens para o eventual risco e capacitá-los enquanto agentes sensibilizadores da população em geral para estas questões de segurança.

O exercício público de cidadania no âmbito do risco sísmico tem a duração de um minuto e visa alertar e sensibilizar a população sobre como agir antes, durante e depois da ocorrência de um sismo. O objetivo é conhecer e praticar os três gestos de autoproteção e que podem salvar vidas em caso de tremor de terra: baixar, proteger e aguardar.

Promovido em todo o território nacional, este exercício público que qualquer cidadão podia fazer individualmente, visou envolver todas as comunidades nesta ação de sensibilização e de preparação, contribuindo de uma forma ativa para o aumento da preparação dos indivíduos, enquanto responsáveis de primeira linha pela sua auto-proteção em situação de emergência.

        

ptnlenfres

CONTACTOS

 

Username *
Password *
Remember Me