sexta, 31 março 2017 10:54

Festa do Bodo com “Justiça Medieval por Terras de Vila Pouca”

Em Vila Pouca da Beira, no concelho de Oliveira do Hospital, decorre este fim-de-semana, dias 28 e 29 de janeiro – em honra do padroeiro S. Sebastião –, a XIV Festa do Bodo, que terá como mote a Justiça Medieval em tempos de D. Afonso III.

 

Tal como vem sendo habitual, o tradicional evento aproveita toda a tradição e história associada ao Bodo, apresentando momentos da época medieval, que se tornaram marcos na vivência e costumes das nossas comunidades.

 

Assim, este ano, a Festa do Bodo pretende recriar a História de um povo por alturas do reinado de Afonso III, que além de grande organizador da administração pública, realizou inquirições em 1258, onde se denotam referências a Vila Pouca enquanto concelho com autonomia própria, juiz e encargos com a coroa referidos como "a colheita". A Justiça Medieval é marco de relevo em Vila Pouca e irá apresentar o Bodo numa outra perspetiva.

 

 

 

Promovida pela União de Freguesias de Santa Ovaia e Vila Pouca da Beira, com o apoio do Município de Oliveira do Hospital, a edição deste ano tem uma grande novidade, pois surge em Vila Pouca um Grupo de pessoas designado de "Chave do Tempo", que pretende recriar épocas históricas e proporcionar experiências medievais. Trajes, textos e encenações no Bodo 2017 são essencialmente da autoria das gentes de Vila Pouca da Beira.

 

Nesse sentido e durante dois dias – sábado e domingo – Vila Pouca Beira vai regressar ao período medieval, oferecendo aos visitantes deste evento a oportunidade de assistirem a aventuras e experiências memoráveis de tempos remotos.

 

A abertura da feira está marcada para sábado, dia 28, às 14h00, com os mercadores e artesãos a iniciarem as suas atividades, seguindo-se, meia hora depois o Cortejo Régio seguido da leitura da Carta de Feira.

 

Um dos pontos altos deste primeiro dia festivo acontece, por volta das 19h30, com o designado "Repasto dos Homens Bons e Gentis Damas com Cantares, Danças, Fogo e Folias".

 

O certame, que atrai visitantes de toda a região para reviver tradições e usufruir de experiências únicas, pode ser visitado até às 21h00, encontrando-se no recinto da festa dezenas de expositores com mostras de artesanato, gastronomia e produtos endógenos e muitos "beberes e comeres nas tabernas e casas de pasto"

 

No domingo, a Festa do Bodo abre portas às 10h15, e da parte da tarde, às 14h00, terão lugar os "Festejos do Foral, Inauguração da Picota e Arremesso do Bodo".

 

Como o evento é dedicado à justiça medieval, antes do encerramento da 14ª edição da Festa do Bodo, terá lugar o "Julgamento e execução em praça pública dos hereges, ladrões e alcoviteiras".

 

O Presidente da União de Freguesias de Santa Ovaia e Vila Pouca da Beira, Licínio Neves, desafia toda a região a visitar este certame, que terá também uma forte componente de animação musical e cultural, sublinhando que a a Festa do Bodo é um evento que divulga "tudo o que a nossa terra tem de melhor" e proporcionará certamente "grandes momentos de animação e convívio".

 

CONTACTOS

 

Username *
Password *
Remember Me